Conscientização da Campanha Novembro Azul

06. novembro 2015 Boletim VO 0
Conscientização da Campanha Novembro Azul

O “Novembro Azul”, que surgiu na Austrália em 2003, é a campanha que se destina a conscientizar os homens a respeito da necessidade de realizarem os exames preventivos que são capazes de combater o câncer de próstata. O laço azul é o símbolo que representa este mês de luta e a batalha tão difícil, desde o início, para os homens.

O câncer de próstata possui dados alarmantes. Segundo pesquisas, 1 em cada 6 homens terão a doença durante a vida e 1 em cada 34 morrerão em decorrência dela. O motivo de se investir em pesquisas e anúncios de reflexão não é apenas em pelos números altos de incidência. O caso também se refere ao preconceito que existe em relação aos exames que devem ser realizados para se detectar algum sinal de câncer. A campanha “Novembro Azul” pretende acabar com o estigma que se tornou tabu entre os homens: a hora certa de se realizar o exame de toque. A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) constatou que quase metade dos entrevistados (47% deles) nunca haviam passado pelo exame. Apesar do procedimento ser simples e durar menos de dois minutos, os homens ainda enfrentam dificuldades morais para realizá-lo.

A falta de informação e o tabu fazem com que os homens pensem que, ao entrarem num consultório, precisarão se posicionar de forma vexatória. O procedimento é indolor e os homens podem ficar em pé. Importante alertar que não se trata, apenas, do exame de toque. O médico urologista também avaliará testosterona, em alguns casos pode pedir o PSA (Prostate Specific Antigen ou APE – de Antígeno Prostático Específico), exames de urina ou sangue – o que torna a consulta muito mais importante porque, através de todos esses exames, se houver alguma sinalização mais evidente, as chances de tratá-la são grandes.

Os homens que têm 45 anos devem procurar médicos urologistas uma vez por ano e prestarem atenção aos sintomas do câncer que são: desconforto urinário, jato urinário enfraquecido, aumento da frequência urinária durante a noite ou sangramento urinário (que já revela estado avançado da enfermidade). Para os homens que possuem histórico familiar, devem procurar as avaliações clínicas aos 40 anos – caso a saúde dele esteja perfeita, é indicado que só procure o médico nos próximos 5 anos para a reavaliação.

Todo procedimento é realizado de forma higiênica: com luvas e lubrificante e o dedo indicador do médico é introduzido no reto, porção final do intestino grosso, causando dano algum à integridade física do paciente.

Dados: http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/melhor-idade/noticia/2014/11/saiba-como-funciona-o-exame-de-toque-em-homens-4635458.html

NÓS CUIDAMOS DO SEU ESCRITÓRIO, PARA VOCÊ CUIDAR DE VOCÊ!

Siga o Virtual Office!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *