Home Office: Da pra ser produtivo trabalhando em casa?

Home Office:  Da pra ser produtivo trabalhando em casa?

Cada vez mais pessoas por diferentes motivos, usam algum espaço de suas aproveite casas pra trabalhar.
Chamam isso de Home Office.

Nome bonito e ainda mais em inglês fica chique.

Ninguém diz que trabalha em casa. Diz que optou por um home Office.

Acredito que essa forma de trabalhar crescerá mais que nunca.

Os motivos são vários, desde o custo dos espaços até o avanço da tecnologia que nos permite a sensação de proximidade em qualquer distância.

As mulheres são pioneiras nesta prática.

Quem não tem uma tia, vizinha ou conhecida, ou até mesmo a própria mãe que fazia algo em casa pra ajudar nas despesas?

Desde bolos, comidas, costuras, doces para festas.

Os serviços caseiros mais profissionalizados separavam um cômodo da casa específico para atender clientes. Com placa na porta e tudo. Entrada lateral.

Isso quando ninguém usava um cômodo da casa para fazer de escritório.
Como não existia computador, nem impressora, estudar era tarefa a ser realizada na mesa da cozinha ou na sala de jantar.

Sem perceber as novas práticas nos levam de volta ao passado.

É uma maneira de fazermos diferente a mesma coisa que nossos antepassados fizeram.

Claro que com outras ferramentas. Mais modernas. Mais rápidas. Mas em casa. Perto da família, dos seus. Dos meus dos nossos.

Mas como nada na vida tem um só lado, algumas pessoas não irão se adaptar.

Para outras é só questão de ajuste.

Fiz uma lista de dicas aqui pra ajudar quem quer ou já fez essa mudança.

1. Casa é casa. Trabalho é trabalho. Tenha um espaço específico e longe do movimento da casa. Se você precisar começar na mesa da cozinha, e tem filhos pequenos, e não tem dinheiro nem para pagar o aluguel de um home Office, talvez seja hora de trabalhar mais um pouco e guardar um dinheiro até poder separar um pouco as coisas.

2. “Eu me encontro na minha bagunça“, saiba que isso não existe. Seu espaço deve ser mais organizado do que se você tivesse em uma empresa. Bagunça é um ralo de dinheiro!

3. Siga um plano semanal. Aos domingos, ou no máximo na primeira hora da segunda-feira, divida suas tarefas, a prioridade da semana e o projeto principal a ser concluído na semana. Separe em dias e horários. Deixe espaço para imprevistos.

4. Arrume-se quase que para sair. Eu por exemplo, faço maquiagem como se fosse atender em uma empresa. Coloco uma roupa que eu possa sair. Minha única diferença é nos pés: fico dia todo de chinelo.

5. Se tiver telefone fixo, deixe desligado. A quantidade de telemarketing é impressionante. Isso dispersa.

6. Deixe o celular de preferência, em outro cômodo da casa. Sem olhadinha até concluir tarefa.

7. Divida tarefas por blocos de tempo, por exemplo, a cada 30 minutos.

8. Separe o período mais silencioso da casa para as atividades que necessite de mais concentração e foco. Isso faz toda a diferença. Se você tem criança pequena que acorda muito cedo, aproveite os horários de sono.

9.Mulheres peçam e aceitem ajuda. Se você quer brincar, fazer a comida, arrumar a casa e trabalhar com criança pequena, vai fracassar em algum lugar. Vai por mim, delegue as tarefas onde você não é fundamental. Mesmo que seus ganhos sigam todo para uma ajudante, ainda assim, valerá a pena. Seu negócio irá crescer!

10. Avise a todos que não é porque esta em casa que está disponível.

11. Só vá navegar na Internet acessar redes sociais depois de suas principais tarefas concluídas. A única exceção é se você for blogueira ou gestor de mídias digitais. Mas aí no último caso, você não irá acessar suas contas, mas a dos clientes. A maior dificuldade em quem trabalha em casa é ter foco e concluir tarefas.

12.Não confie em você. Tenha um plano, metas e prazos. Se com tudo isso, você ainda não consiga se organizar e prefira uma rotina com chefia, e prazos estipulados por outra pessoa, tudo bem.

Pode ser que não seja a sua hora de gerir a própria agenda.

Isso não te faz menos que ninguém. Nem mais.

Somos diferentes. Temos necessidades e características diferentes.

E está aí a beleza do ser humano: suas diferenças!

O sonho para uns é o pesadelo de outros.

O importante não é o lugar onde você irá florescer, mas respeitar o tipo de semente que já foi plantada em você.

Simples assim, só isso e mais nada!

Fonte: Renata Passos para a  Gazeta de Piracicaba 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *