Empreendedor Tem que Ter Atitude

Empreendedor Tem que Ter Atitude

O ano mal começou e as notícias da área econômica estão aí, se encarregando de acabar com a nossa euforia das férias e nos lançar à realidade. Pelo visto, 2015 vai exigir muita disciplina e talento administrativo de nós, empresários, dos empreendedores e dos profissionais liberais. Por outro lado, a palavra “crise” sempre rondou o vocabulário e as manchetes no Brasil. Mesmo assim, com oscilações de mercado e fases de maior

Atitude faz toda diferença. Sonhar nos alimenta, traz um sopro vital de entusiasmo, mas são as ações e a objetividade que nos ajudam a sair do lugar. É quando decidimos ir além das previsões negativas – e levantar todos os dias com o propósito de fazer o melhor – que conseguimos mudar o placar do jogo a nosso favor.

Formar um time de bons talentos que nos garanta uma retaguarda forte também é importante. Com mais de 20 anos de experiência à frente de um empreendimento que tem por missão prestar serviços e soluções para empreendedores e profissionais liberais, observo que muitos sonhos se perdem no caminho por falta de disciplina e capacidade de administrar os detalhes que permeiam o dia a dia. Um empreendedor precisa estar em sintonia com as novidades de seu setor, ser proativo e buscar saída para as dificuldades que vão surgindo.

É verdade que o mundo está cada vez mais competitivo. Na verdade, sempre foi. Nos últimos anos muitas foram as mudanças no campo social, nos modelos de gestão, nos controles de custos e de investimentos. Até por obrigação profissional, acompanhei sempre cada novo movimento de perto. Um exercício necessário para quem, também sendo empreendedora, escolheu como missão de vida criar condições para que outros empreendedores possam avançar em seus projetos e viabilizar seus negócios.

Percebi o quanto é importante ter um porto seguro. Um lugar que ofereça suporte eficaz, que tire dos ombros do empresário de grande, médio ou pequeno portes, do profissional liberal ou do jovem empreendedor, o peso da rotina e da burocracia. A constatação dessa realidade impulsionou o avanço de outro business – os escritórios virtuais. Mais do que um espaço físico, eles são um ambiente seguro para quem precisa focar a atenção na construção do seu próprio negócio.

Em sintonia com essa dinâmica, os escritórios virtuais também cresceram e ganharam mais robustez. O cliente desse serviço precisa de qualidade, agilidade e segurança. E para atendê-lo, nós, empreendedores desse segmento, estamos sempre em busca de construir um mix robusto de produtos para acolher, e quem sabe, até superar, suas expectativas de serviço e de custo. Priorizamos a capacitação de profissionais que resolvam com eficiência o backstage – secretárias bilíngues, atendimento telefônico personalizado, contratos flexíveis, assessores contábeis e tributários, e serviços de apoio em diferentes áreas.

Perpetuar a empresa do outro é o nosso negócio. E para tanto, é preciso ter foco. Observar atentamente o mercado, tendências, inovações tecnológicas, que regiões estão assumindo um papel mais expressivo, demandando novos talentos e serviços.

O cenário é complexo e bastante dinâmico.

E, assim como nossos clientes, precisamos ter o firme compromisso em ofertar algo melhor a cada

dia. Nossa atitude é de expansão e melhoria. Espero que essa também seja a dos milhões de empreendedores desse nosso Brasil também.

Entrevista do Virtual Office no Portal Administradores


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *