Dia Mundial dos Meios de Comunicação

Dia Mundial dos Meios de Comunicação

O dia Mundial dos Meios de Comunicação foi comemorado, pela primeira vez, em 12 de maio de 1967 – atendendo uma proposta do Concílio Vaticano II, quando o Papa Paulo VI publicou uma carta cujo título era “Os meios de Comunicação Social”. “Comunicar” não significa, somente, transmitir e compartilhar. Significa também: cultura, informação, linguagem específica para diferentes públicos e funções diferentes.

Os meios de comunicação possuem uma bagagem que merece ser estudada. A partir de sua natureza, ou seja, a “fala”, os seres humanos iniciariam o processo de trocas de informações. Com o surgimento das pinturas rupestres, mais um passo se deu a favor da forma externa de se comunicar. A história da escrita veio para revolucionar e fornecer base para todos os meios que surgiriam posteriormente.

A mídia evolui a todo instante. Os meios de redação, visual ou de áudio evoluem junto, tem o poder de educar, entreter e, de maneira negativa, persuadir e manipular.

Poucos sabem: as obras “Ilíada” e “Odisseia” marcam a passagem da oralidade para a escrita e já possuem algumas características utilizadas pelo Jornalismo – como, por exemplo, apresentam um proto-lead – atual e só concretizadas pelos Estados Unidos e Inglaterra. Em Roma, surgem os primeiros jornais, chamados de actas romanas eram fixados nas cidades e possuíam intenção noticiosa através de frases simples e tanto as elites como o povo recepcionavam bem o que liam graças ao bom grau de alfabetização.

O homem não estacionou na redação. Em 1900, ocorreu a primeira transmissão através do rádio – possibilitava um alcance superior e em maior velocidade. No ano de 1924, a televisão foi criada: dando mais um passo a favor do audiovisual. Através dela, os telespectadores, enxergavam as grafias de um jornal e escutavam os sons antes de propriedade das rádios.

Em 1971, os computadores são concretizados na forma micro e os profissionais de mídias sociais recebem mais uma missão: levar informação, forma e conteúdo através da internet – popularizada nos anos 90 para fins de diversos tipos.

Os profissionais mídia sociais são formados e têm conhecimento em marketing ou Comunicação Social especializada (publicitários, jornalistas, relações públicas, radialistas), estão em constante transformação e adaptação nos meios mais novos de tecnologia e informação. Assim como as corporações e empresas que já enxergam nas redes sociais potentes aliadas aos negócios que estão provando que não são fenômenos passageiros e que algumas ferramentas de plataforma ou interação poderão ser alteradas, porém, dificilmente, sairão da cultura que tem sido enraizada.

Publicitários e Profissionais de Marketing podem pesquisar quais conteúdos o público enxerga de melhor maneira. Os webdesigners dialogam com a expectativa visual. Para os jornalistas, as mídias sociais aproximam o veículo dos interlocutores e estes servem de fontes para matérias e ideias para pautas. Estar conectado às mídias sociais significa estar conectado à rede mundial, maior interatividade e conhecimento para quem produz e para quem recebe.

Siga o Virtual Office!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *