Dia Mundial do Meio Ambiente

Dia Mundial do Meio Ambiente

No ano de 1972, o dia mundial do meio ambiente foi concebido. Durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente Humano, em Estocolmo, a ONU definiu que em todos os dias 5 de junho seria data

do meio ambiente. A tal tem a função de causar reflexão sobre os problemas ambientais e pretende atentar às esferas da população que os recursos naturais não são inesgotáveis como se imaginava ser.

A Conferência de Estocolmo – como ficou conhecida – tratou de transformar a visão que as pessoas deveriam ter sobre o quanto utilizamos da natureza (principalmente as esferas públicas e privadas, responsáveis pelos financiamentos que agridem, com maior intensidade, o meio de vida de seres humanos e animais).

Embora tenha ocorrido um grande e considerável avanço na maneira com que as pessoas enxergam os recursos da naturais, ainda podemos constatar que é triste pensar que a natureza dá seus sinais e os seres humanos não sabem reconhecê-los.

E então, surgem órgãos e ONG’s que se preocupam com os impactos negativos que o homem causa. Alguns pontos que têm sido estudados são, por exemplo, a questão da sustentabilidade: os recursos podem ser usufruídos, no entanto, sem haver comprometimento para as gerações futuras. É um conceito que também tem sido agregado ao âmbito empresarial (as companhias tendem a demonstrar seu respeito e criar técnicas que transformem o uso dos recursos oferecidos pela natureza). O terceiro setor também se preza a divulgar dados de animais que são prejudicados pela ação do homem, dados sobre a questão dos combustíveis fósseis e sobre água e energia.

Alguns problemas ambientais também são causados por nós, nossas famílias e em nossas casas. A quantidade grande de lixo é potencializada pela falta de coleta seletiva e coleta orgânica. Desperdício de água em residências ocorre com alta intensidade, porém, poucas políticas públicas são feitas para conscientizar a população. Ensinar crianças desde cedo é essencial para que, no futuro, não precisem alterar seus hábitos. Por isso, no dia 5 de junho, as escolas se esforçam para dar palestras, produzir cartazes, maquetes e projetos que incluam em seus alunos as melhores atitudes ambientais.

A data merece atenção em todos os setores da sociedade e a população tem necessidade de ser comunicada sobre os danos que causa e sobre como diminuí-los. O dia comemorativo, embora seja comemorado há mais de 40 anos não está na enraização da cultura. Talvez seja um dos maiores desafios que a Conferência de Estocolmo ainda não conseguiu cumprir.

Siga o Virtual Office!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *