7 Despesas Decorrentes de Um Imóvel Comercial Próprio

7 Despesas Decorrentes de Um Imóvel Comercial Próprio

O fim de 2014 foi de causar surpresa. A economia passou pelo terceiro pior PIB da história. Os juros aumentaram assim como o dólar. Para alguns estudiosos da situação financeira do país, o ano de 2015 tem sido de ajustes nos impostos e de uma grande chance de ocorrer bolha imobiliária, portanto, o mercado que trabalha com estes serviços terá preços alterados e, para as empresas que dependem de um endereço próprio e que sofrerão com os aumentos, é interessante que saibam balancear as despesas de um imóvel comercial próprio e de um alugado. Confira:

1. Construção:

Caso o desejo esteja em construir um imóvel comercial, os gastos serão altos. Para que algo seja concretizado é preciso pensar no valor do terreno que pretende comprar, no bom engenheiro, no arquiteto, na mão-de-obra da construção, no tempo que levará para ficar pronto, afinal, os órgãos municipais que são responsáveis pela aprovação de obras nem sempre cumprem os prazos e, durante o tempo que a obra não estiver concluída ou, tão pouco iniciada, será necessário alugar outro imóvel, adicionando mais um gasto que talvez fosse resolvido somente se a opção fosse no aluguel de imóveis comerciais.

2. Reforma ou ampliação:

O design envelheceu. Comprou o imóvel e quer que ele tenha a cara da própria companhia. A equipe aumentou. A marca criou mais vertentes. As despesas crescerão ao mesmo ritmo das reformas ou ampliações. Pequenas obras (pintura, encanamento, mobiliário, pisos, paredes) necessitam de maior reflexão porque além de seus valores, pedirão que mão-de-obra especializada e profissionais capacitados organizem as novas instalações.

3. Compra ou aquisição e suas taxas: Imposto de transmissão de bens imóveis:

Não se pode pensar que os gastos com a aquisição de um imóvel terminam quando se possui o capital para comprar. Algumas taxas como: ITBI (Imposto de transmissão de bens imóveis) devem ser consideradas porque são valores obrigatórios para se pagar à prefeitura. Ela custa, aproximadamente, 3% do valor em questão. Quando o custo de um imóvel próprio é menor que 750mil reais, esta taxa pode ser reduzida.

4. Registrar um imóvel é uma despesa decorrente da compra ou aquisição:

O registro é o documento que comprova, perante à lei, quem é o proprietário em questão. No valor que se cobra incluem-se várias taxas que também levam em conta o valor do imóvel.

5. Escritura pública:

É cobrada apenas quando o bem imobiliário é comprado à vista. Caso a compra seja feita através do financiamento, o contrato com o banco já possui valor de escritura. Os valores deste documento são tabelados de Estado para Estado e também dependem de quanto custou o imóvel.

6. Corretagem:

Normalmente, as imobiliárias acrescem ao valor do imóvel o percentual que cobrarão. Consequentemente, é de responsabilidade do cobrador pagar pelo que intermediou a sua relação de compra e venda.

7. Preocupação com a bolha imobiliária:

O Brasil transita por uma situação curiosa. O fenômeno que compreende em super alta nos preços de imóveis e rápida queda dos mesmos é de fácil percepção em nosso território. Há quase 8 anos, os valores dos bens imobiliários descolam da realidade. É no imóvel comercial que a atenção deve ser redobrada. Cidades que ainda não possuíam total valorização passaram a receber construções e investimentos corporativos, as grandes construtoras não poderiam perder o momento de alta produtividade. Porém, com a decrescente economia, os gastos se tornaram maior que o poder de compra, diminuindo o valor dos imóveis.

As saídas encontradas estão em contratar escritórios virtuais – onde as empresas poderão ter acesso ao baixo custo fixo (60% ou 70% menor que o custo de um imóvel comercial próprio), as instalações são de responsabilidade dos escritórios virtuais contratados como: internet ou mobiliário completo. A visibilidade no mercado competitivo também é um benefício que merece ser considerado, isto é, escritórios de altíssimo padrão nos melhores endereços das cidades. A agilidade na contratação é um grande diferencial: as companhias podem contratá-los em questão de horas. Os serviços de recepção e de copeira são também oferecidos. A estrutura é completa e traz vantagens para empresas de diversos portes.

Siga o Virtual Office!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *